Transporte ferroviário de cana-de-açúcar

A oferta de carga para os sistemas de transportes, como as ferrovias, pode ser calculada através de softwares de geoprocessamento. A análise apresentada a seguir considera o transporte ferroviário de cana-de-açúcar para as usinas no estado de São Paulo.

A Figura 1 apresenta a malha ferroviária em operação e desativada no estado de São Paulo e a produção de cana-de-açúcar por município. Do total de 296 municípios cortados pelas ferrovias, 224 produziram 217 mi t de cana-de-açúcar em 2014. Esse é a quantidade disponível mínima de cana-de-açúcar que a ferrovia pode transportar.

Produção de cana-de-açúcar e ferrovias em São Paulo

Figura 1 – Produção de cana-de-açúcar e ferrovias em São Paulo

A proximidade das usinas com os trechos ferroviários permite identificar quais usinas são mais aptas para utilizar os trens no transporte de cana. A Figura 2 mostra que 30 usinas (em vermelho) estão a 5 km das ferrovias e 67 usinas (em amarelo) a 10 km.

Usinas de açúcar e ferrovias em São Paulo

Figura 2 – Usinas de açúcar e ferrovias em São Paulo

Os resultados mostram a quantidade de cana-de-açúcar que pode ser transportada pelas ferrovias no estado de São Paulo e as usinas mais aptas para receber essa cana. Outros estudos, no entanto, são necessários para calcular a viabilidade econômica dos investimentos necessários para essa solução logística.

As análises apresentadas foram realizadas no software QGIS utilizando os seguintes dados:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *