Mapas na Internet

Para os especialistas em Sistemas de Informação Geográfica, a opção que parece mais lógica ao trabalhar com mapas na Internet é disponibilizar as diversas camadas de informações através de um servidor de mapas.

Estes sistemas, muitas vezes chamado de webgis (Figura 1), apresentam normalmente uma interface contendo uma área do mapa, um painel para controle das camadas e alguns botões para executar comandos simples, tais como zoom, medição e informação da feição selecionada.

Webgis da Emprapa

Figura 1 – Webgis da Emprapa

Mas a melhor escolha vai depender do objetivo que se pretende atender com o serviço e das necessidades dos usuários que navegam pela Internet à procura de mapas. Como não se sabe exatamente o perfil do internauta que estará visitando o serviço de mapas, o ideal é oferecer várias opções.

A primeira opção é disponibilizar mapas mais simples no formato jpeg para download e uso em documentos e apresentações. Neste caso, o mapa precisa estar compatível com o tamanho da tela do computador e dos documentos, normalmente A4.

Para usuários que necessitam de documentos de melhor qualidade, os mapas podem estar no formato PDF, apresentando as camadas de informações na forma vetorial. Para plotagem em grandes formatos, por exemplo A0, os mapas podem conter mais detalhes e informações.

Para os profissionais que trabalham com geoprocessamento ou cartografia, os mapas ou camadas de informações geográficas precisam estar nos formatos shapefile e dwg.

A opção pelo webgis é interessante quando as informações e os dados são atualizados com frequência. Caso contrário, não faz muito sentido investir tempo e recursos no desenvolvimento de um servidor de mapas.

Independente da opção escolhida, é importante:

  • Oferecer os mapas ou webgis com controle de versões;
  • Apresentar as referências das informações cartográficas utilizadas;
  • Atualizar os mapas periodicamente;
  • Acompanhar a quantidade de downloads realizados e o perfil dos usuários.

O ideal é oferecer um serviço de download e visualização de mapas na Internet para atender públicos diferentes. Para isso, é importante fazer um projeto muito bem estruturado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *